Agosto - 2012
Março - 2012
Janeiro - 2012


www.flickr.com
This is a Flickr badge showing public photos from bokapiu. Make your own badge here.

[ quantos aqui? ]

on line

Locations of visitors to this page

[ tempo em salvador ]


[ hospedagem ]


[ ñ esqueça ]


[ nedstat ]


Terça-feira, Agosto 13, 2013



JoHnNy::[16:58] |


Terça-feira, Janeiro 29, 2013

um microcosmo chamado ônibus

Você sabe quando, verdadeiramente, chegou a Salvador depois de cruzar o mítico portal de bambus no aeroporto, mas nada define mais a cidade do que sua gente. Ontem, depois de 12 incríveis dias no Rio de Janeiro, chego à cidade da Bahia e logo no desembarque tem um homem oferecendo taxi clandestino a um bom preço, segundo ele: R$80,00 até o Largo Dois de Julho. Declinei da “boa oferta” e fui pegar o ônibus seletivo. Logo na entrada uma senhora entra pela frente alegando que estava grávida. Pensei: “Se ela está mesmo grávida, deve ter uns dois dias no máximo”. O ônibus arranca e para me certificar que eu estava, de fato, em Salvador, uma mulher exuberante saca seu celular e começa a falar alto para todo mundo ouvir:

- Chama sua mãe aí! Como assim Beatriz não foi para o aniversário? Quer dizer que sua filha está lá se divertindo e a minha não? Por que não levaram Beatriz?
E começou uma discussão no celular que todos foram obrigados a ouvir e não tinha fone de ouvido que conseguisse suplantar os decibéis da gorda mulher.

Quando ela acabou, ficou falando sozinha procurando cumplicidade, mas ninguém deu ousadia!
Assim que a mulher se calou, um homem logo atrás de mim, talvez inspirado pela outra sacou do celular e disparou:

- Quinho? Tá onde? Na academia? Sua mãe mandou uma maniçoba para você e tem que vir buscar senão vai azedar.

Fiquei matutando que logo atrás da minha poltrona tinha uma maniçoba que a mãe do Quinho fez pra ele e que corria o risco de azedar. Tem coisa mais baiana nesse mundo que juntar Quinho, mainha e comida?

E no longo trajeto do ônibus, do aeroporto até o Centro da velha Salvador, os personagens foram entrando e saindo. Um travesti bonito com unhas enormes e cabelos vermelhos, duas bibas que se dirigiam para o ensaio do Cortejo Afro e falavam pelos cotovelos. Essas duas merecem a transcrição do diálogo:

Biba 1 – E a senhora já está fazendo a passiva?
Biba 2 – Passiva, ativa e reflexiva!
Biba 1 – Que danada! (E sorriu feito uma hiena má).
Biba 2 – Tô oca, oca, oca, amiga!
Biba 1 – Hoje o Cortejo vai bombar com Daniela. Todas as bichas da cidade vão.
Biba 2 – Não quero encontrar o meu ex lá, aquele exu.
Biba 1 – O meu ex me ligou ontem. A gente tinha um pacto de fidelidade que obrigava a mostrar o exame de AIDS a cada seis meses.

Nesse momento, eu com meus botões, parei de ouvir a conversa e fiquei pensando nesse estranho pacto de fidelidade entre dois jovens que, podia mostrar que não estavam doentes, mas jamais iria revelar se transaram ou não fora do relacionamento.

E o meu ponto chegou. Desci do ônibus refletindo sobre tudo que ouvi enquanto o amontoado de lixo do meu bairro reforçava:

“Sim, João, você está em Salvador!”


JoHnNy::[16:04] |


Quinta-feira, Janeiro 03, 2013

ano novo: um 13 que é de sorte

Esse blog que parece estar morto ou morrendo ainda insiste em fazer parte da minha vida. Volta e meia conheço pessoas que dizem ter travado seu primeiro contato comigo através desse bocapio de palavras. Aqui escrevi muito sobre a minha vida nesses 11 anos. Sobre meus amores, minhas decepções, sobre o período em que vivi na Holanda, sobre as descobertas, surpresas, crises. Sobre as produções culturais em que me envolvi, sobre as estreias, sobre as despedidas.

Ninguém mais escreve em blogs, exceto as blogueiras de moda.

Vai acontecer um blogayrosCamp e vou lá para ver o que esses meninos andam propondo.

Depois volto aqui para contar.

Feliz 13 de sorte, saúde e sucesso!

Mais amor, mais humor, mais poesia.

JoHnNy::[11:44] |


Domingo, Agosto 12, 2012



...

JoHnNy::[00:14] |


Segunda-feira, Março 19, 2012

poesia sim, por que não?

Sarau - Estamos quase no final do mês de março e atendendo a um convite de Rino Carvalho, diretor artístico do Teatro Gamboa Nova, preparei um monólogo com as poesias do meu livro e dei o título de "Uma Pitada de Sarau".
Chamei Fernando Ishiruji para dirigir e eis que estreei no primeiro domingo do mês, às 17 horas, aproveitando o lindo por do sol que faz no teatro, com vista para a Baía de Todos os Santos.

Posso dizer que esse é o primeiro trabalho solo da minha vida num palco.

Posso afirmar também que é uma felicidade tamanha poder ver as minhas poesias tomar corpo, ganhar uma voz e, o mais bacana de tudo isso, poder dividir isso com um público cara a cara.

Emoção- A estreia foi muito especial, há um momento do espetáculo em que a plateia participa de um sarau, daí o título. E quem lá estava se doou de um modo carinhoso, dizendo poesias, se revelando, contribuindo para aquele momento de emoção.

Convidadas - Nos domingos seguintes convidei conhecidas poetas para dividirem o momento do sarau. A primeira delas foi a querida Katia Borges, que escreve lindamente e tem uma timidez charmosa. Ela subiu ao palco, falou um pouco da sua carreira, do movimento poético em Salvador e tomou um vinho comigo e com a plateia. Ontem, foi a vez de Karina Rabinovitz, que atua em muitos frentes, levando a poesia para as ruas, através de iniciativas criativas e inovadoras, como colar poesia nos pontos de ônibus, nas faixas de trânsito, etc. Karina encantou a todos com sua poesia esperta, trouxe graça e leveza e aprofundou o tema do sarau: o amor. Semana que vem é a vez de Gina Leite, que foi ontem ver de perto o que acontece, pois me revelou que está tensa com a possibilidade de subir no palco. Até pensou em fazer um powerpoint para apresentar. Todos rimos! E uma amiga em comum deu o veredito: "Powerpoint é de última, Gina!".

Futuro- O espetáculo "Uma Pitada de Sarau" ainda pode ser visto no Teatro Gamboa Nova, no próximo domingo, 17 horas, com entrada a R$10 e R$5. Depois disso, a ideia é percorrer o interior e o Brasil, por que não?

JoHnNy::[12:00] |


Segunda-feira, Janeiro 16, 2012

novoanovelho

E chegamos a 2012. Muita gente acredita que o mundo não passa desse ano. Eu jogo no time dos que não acreditam nas profecias dos Maias, dos Deltas ou dos Gamas.

Respeito a crença de todo mundo, mas definir uma data para o fim do mundo é demasiado delirante para mim. E olha que sou chegado num delírio!

Nem voltei aqui para contar que o lançamento do meu livro foi um sucesso. Mais de 100 pessoas compareceram para me prestigiar, vendi 66 livros, muita gente disse que não teve coragem de enfrentar a fila dos autógrafos e fui criticado por conversar com cada um que sentava ao meu lado.

Como não ia papear com as pessoas que vinham elogiar o recital?

Como não reservar alguns minutos para as pessoas elogiando as minhas poesias?

Como recusar que tirassem foto ao meu lado?

Posso dizer, sem nenhum exagero, que foi um dos dias mais emocionantes da minha vida. Consegui reunir amigos, família e desconhecidos em torno de uma arte que pouca gente sabia que eu fazia. Escrever um livro é como parir um filho, agora tenho certeza disso.

E meu filho está aí no mundo! Quem quiser conhecer as poesias de perto, basta entrar no site das Livrarias Cultura, Martins Fontes ou Asabeça e fazer o pedido via internet. Basta digitar o meu sobrenome, Figuer, na guia de busca que aparece o livro, com todos os dados para o pedido.

Fiquem à vontade. E que 2012 seja um ano de poesia, amor, saúde e sexo!

JoHnNy::[21:57] |


Domingo, Novembro 20, 2011

de amor, desamor e uma pitada de sal


Resolvi cometer um livro!

Isso mesmo que você leu.

Não acredita?

Então, dá uma olhada no vídeo do nascimento do meu primeiro "filho":

http://www.youtube.com/watch?v=k2Ogjim9Des

Clica, vai! Copia o link. Procura no youtube por TEASER JOÃO FIGUER

Não é vírus. Não é piada. Não é pegadinha!

Se fosse piada, você já tinha clicado, né?

JoHnNy::[11:30] |